Relatório da UFPB aponta aumento de mortes por Covid-19 no Vale do Mamanguape

0
239

Um relatório do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Etnias e Economia Solidária da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) alerta para o aumento de mortes, causadas por Covid-19, no Vale do Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba. De acordo com os dados, em apenas 20 dias, foram registrados 27 óbitos decorrentes de infecções provocadas pelo novo coronavírus.

O estudo leva em consideração registros feitos nos municípios de Mamanguape, Rio Tinto, Marcação, Baia da Traição, Mataraca, Jacaraú, Pedro Régis, Lagoa de Dentro, Itapororoca, Capim, Cuité de Mamanguape e Curral de Cima.

A região tem 89 mortes causadas pela doença. Entre os dias 30 de julho e 10 de agosto, houve uma escalada na quantidade de óbitos. Em 20 dias, foram 27 óbitos. Deles, 16 notificados no final de julho e 11 no início de agosto. O levantamento registrou uma média de 1,3 mortes por dia na localidade.

À TV Cabo Branco, o secretário executivo de saúde da Paraíba, os dados da Secretaria de Estado da saúde divergem dos que foram divulgados no levantamento. Ele destaca que a base de informações oficial é a monitorada pela SES, que aponta cinco mortes no período do relatório.

“A pandemia avança e assume o pior comportamento. Há uma ‘ampla explosão de óbitos’. A pandemia de Covid-19 continua fazendo vítimas letais”, destacou o professor Paulo Palhano, coordenador do grupo da UFPB.

Ainda conforme o relatório, as 12 cidades do Vale do Mamanguape possuem juntas uma população de aproximadamente 151 mil habitantes. Cerca de 22 mil indígenas Potiguara vivem em áreas de proteção ambiental da região.

Vale do Mamanguape, na PB, tem taxa de 1,3 mortes por dia

via: G1 Paraiba

DEIXE UMA RESPOSTA

Comenta ai
Seu nome aqui