Visita do CRM-PB (Conselho Regional de Medicina) em Baía da Traição

0
194

O município de Baía da Traição, a 85 km de João Pessoa, não dispõe de pronto atendimento médico ou unidade hospitalar. Os quase 9 mil habitantes da cidade que, desde o início da pandemia, já registrou 496 casos de Covid-19 e cinco óbitos pela doença, contam apenas com unidades básicas de saúde.

No entanto, o posto de triagem da principal Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Antônio Palitot estava sem realizar atendimentos e sem médicos no momento da visita do CRM-PB, no início da tarde desta quinta-feira (06).
“Infelizmente a população da cidade está desassistida. Os casos leves, relacionados ao novo coronavírus, são encaminhados para as unidades básicas de saúde. Estas unidades realizam o teste rápido para a Covid-19. Já os casos graves são direcionados para Mamanguape, que possui um hospital regional. Para estes casos, portanto, perde-se um tempo precioso para que vidas sejam salvas, uma vez que estes pacientes não recebem qualquer assistência inicial até que cheguem ao hospital de referência”, afirmou o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques.


O conselheiro e membro da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus, Bruno Leandro de Souza, acrescentou que o CRM-PB irá encaminhar o relatório da visita ao Ministério Público Estadual para que tome ciência e as providências que julgar necessárias. “Além disso, vamos solicitar aos gestores municipais um planejamento para o atendimento de urgência e emergência à população, em período integral”, afirmou o conselheiro.

A visita do CRM-PB faz parte da ação Médicos Contra o Coronavírus, que está percorrendo vários municípios do Estado para conhecer de perto a estrutura oferecida pelos serviços de saúde no atendimento a casos suspeitos e confirmados de Covid-19, assim como orientar pedagogicamente os médicos sobre as práticas para prevenir a contaminação das equipes de trabalho e dos pacientes.

Em nota, a Sec. de Saúde de Baía da Traição justificou a ausência do médico no momento da visita como necessidade pessoal, devido ao seu filho e esposa testarem positivo ao Coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comenta ai
Seu nome aqui