Aberta Inscrições para o Enem 2020

0
350

Mesmo em meio a uma série de pedidos de adiamento, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 foram abertas na segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet. Em princípio, o Ministério da Educação manteve as datas do exame, ainda que isso prejudique estudantes com acesso limitado à internet. Devido à pandemia do novo coronavírus, escolas estão paralisadas.

Enem digital

A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. Cerca de 100 mil participantes vão poder escolher entre as modalidades. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Isenção de taxa

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais, mesmo sem o pedido formal, terão isenção da taxa. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência.

Portanto, no ato da inscrição para o Enem 2020, terão isenção de taxa os candidatos que estejam cursando a última série do ensino médio este ano, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica; tenham feito todo o ensino médio em escolas da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada e tenham renda per capita familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ou declarem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

A consulta aos resultados dos pedidos de recurso para a isenção de taxa de inscrição do Enem, os interessados devem acessar a Página do Participante, no aplicativo ou no site do Enem, e conferir as informações.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação “especializado”. As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho.

Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

Dicas para o Enem

Pedagoga, Priscila Pereira Boy, diretora da Priscila Boy Consultoria, e a professora e coordenadora da rede Chromos de Ensino, Denise Arão, dão dicas para montagem de um cronograma de estudos para o Enem 2020.

1) Faça muitos exercícios
A primeira dica dada pela pedagoga é a da dedicação e prática. “O aluno tem que realmente entender a lógica da prova. A lógica da prova do Enem é um item que tem uma situação-problema para ser resolvida. Ela não é um conhecimento isolado. Ela tem um contexto. Então, é importante que o aluno se aproprie do formato dos itens. Para isso, ele pode buscar na internet as provas anteriores”, recomenda. Segundo ela, é fácil encontrar sites com as provas de outras edições. “Pegue as provas, faça-as e veja o que você acertou. Leia sobre os comentários da questão”, sugere Priscila.

2) Não pense que sabe tudo
De acordo com a especialista, é importante que o estudante não se apegue ao pensamento de que já “sabe de tudo”. “Ao acertar um item, o aluno não pode ficar achando que já sabe tudo e pensando que tudo está consolidado. Não pode pensar dessa forma porque acertou uma questão”, aconselha Priscila. É importante identificar o que você realmente não sabe.

3) Identifique as dificuldades
Portanto, a dica da pedagoga é identificar erros, dificuldades e buscar saídas. Ela orienta o estudante a fazer quadros para sintetizar as dúvidas. “O que de humanas você está sempre errando? O que de linguagem você está sempre errando? O que de matemática você está sempre errando? Então, faça um quadro de coisas que você não sabe para que você possa investir”, acrescenta Priscila.

4) Treine a escrita
A escrita da redação tem um peso muito grande na pontuação do estudante. “Ter uma boa escrita na redação vai dar a você uma possibilidade, às vezes, de desbancar muitas pessoas que não têm. E se você conseguir ter uma nota de redação alta, você vai se destacar”, prevê. É importante ficar atento aos temas mais repercutidos nos últimos tempos. “O que tá sendo mais falado? Aí, você diz: coronavírus. Mas será que era isso lá atrás, em março, quando a prova foi elaborada?”, questiona.

5) Use simulados gratuitos da internet
O aluno vai se destacar se conseguir pontuação alta na redação e, para isso, há muitas empresas que estão oferecendo gratuitamente plataformas que auxiliam nos estudos. “Há muitos simulados gratuitos à disposição na internet. Esses simulados possibilitarão ao aluno uma visão do seu desempenho na prova.”

6) Descanse e cuide do seu emocional
A autoconfiança a partir da segurança é fundamental, assim como evitar desgaste de energia. “Momentos de pausa, de descanso e, principalmente, equilíbrio emocional, acreditar em si, manter a calma são coisas importantes”, reforça a pedagoga Priscila.

“Estudar bastante é primordial para quem quer ter sucesso, mas vale lembrar que nosso corpo não é uma máquina. Por isso, os momentos de descanso são importantes para recarregar as energias”, acrescenta a professora e Coordenadora da rede Chromos de Ensino, Denise Arão.

7) Seja organizado e evite perder prazos
“Anote todas as tarefas do dia e encaixe os estudos na agenda. O ideal é que você faça essas anotações no dia anterior”, disse. Respeitar as datas é essencial para não perder tempo. Procrastinar é um mal que não deve ser mantido, afirma Denise Arão.

8) Fuja das distrações
Para aumentar o rendimento nos estudos, é essencial que você desligue das notícias, das redes sociais, das músicas, da televisão e até mesmo da cama enquanto estiver estudando. Além do mais, Denise afirma que é importante ter um local apropriado para estudos – procure um local tranquilo, bem iluminado e que mantenha o corpo em boa postura.

Via: Agência Brasil e Jornal Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Comenta ai
Seu nome aqui