MTur reconhece trabalho de regionalização do Turismo

0
384

O Ministério do Turismo certificou mais de cinco mil gestores, prefeitos e presidentes de conselhos municipais que atuam na regionalização do Turismo este ano. O documento reconhece o trabalho, comprova a participação no Mapa do Turismo e facilita a solicitação de apoio financeiro destinado a projetos de estruturação dos destinos.

Foram emitidos 333 certificados para gestores regionais, 2.694 para prefeitos e mais 2.694 para presidentes de conselhos municipais de Turismo. “Ele mudou completamente a questão da visibilidade dos municípios em relação ao programa de regionalização do Ministério do Turismo”, comentou o presidente da Federação do Circuito Turístico do Estado de Minas Gerais, Igor Diniz.

Marcelo Álvaro Antônio, Ministro do Turismo

“A quantidade destes certificados mostra o quanto de parceiros temos espalhados pelo Brasil com um mesmo interesse: fazer do nosso País uma potência no Turismo. Isso valida a responsabilidade no âmbito federal e local de trabalharmos juntos para ajudar o Brasil na geração de emprego e renda”, ressaltou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A iniciativa de certificar quem faz parte do Programa de Regionalização do Turismo ajuda o governo federal a alinhar a distribuição de políticas públicas e define, com maior facilidade, o recorte territorial a ser trabalhado. Assim, o Ministério do Turismo consegue enxergar de forma mais clara quais as ações necessárias em infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, analisando as características de cada demanda com mais detalhes.

“O programa de regionalização tem uma importância fundamental para os que estão na ponta. Temos nesse programa a oportunidade de conhecer a potencialidade desses municípios, tornando a região propícia para qualquer turista do mundo, além de direcionar os recursos do MTur diretamente para quem se preocupa com o desenvolvimento do setor”, finalizou o secretário de Turismo de Baía da Traição, na Paraíba, Aluízio José de Lorena.

Via: Panrotas

DEIXE UMA RESPOSTA

Comenta ai
Seu nome aqui